domingo, 16 de novembro de 2008

GENÉRICO x SIMILAR

É uma longa histório, mas de ante mão lhes afirmo: MEDICAMENTO GENÉRICO É DIFERENTE de MEDICAMENTO SIMILAR; caso seu médico insista em negar a afirmativa acima, MUDE DE MÉDICO pois ele está lhe enganando.

Vamos por parte a MEDICAÇÃO DE REFERÊNCIA (aquela com nome conhecido), é o produto inovador, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente por ocasião do registro.É geralmente o primeiro remédio que surgiu para curar determinada doença e sua marca é bem conhecida. Ex: Aspirina

A MEDICAÇÃO GENÉRICA é "intercambiável" com o produto de marca ou inovador, ou seja, pode ser trocado por este pois tem rigorosamente as mesmas características e efeitos sobre o organismo do paciente. Passou por testes de bioequivalência que servem para comprovar que dois produtos de idêntica forma farmacêutica, contendo idêntica composição, qualitativa e quantitativa, de princípio ativo, são absorvidos em igual quantidade e na mesma velocidade pelo organismo de quem os toma.Os genéricos podem ser trocados pelos medicamentos de marca quando o médico são se opuser à substituição. Lembro aqui que pela legislação vigente toda prescrição médica deve constar apenas o NOME DA SUBSTÂNCIA ATIVA, ficando vedado o nome comercial.

Finalmente, o MEDICAMENTO SIMILAR (famosos BO´s), contém o mesmo princípio ativo, apresenta a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica do medicamento de referência, mas não são bioequivalentes. Não se pode substituir os remédios de marca na receita pois, apesar de terem qualidade assegurada pelo Ministério da Saúde, não passaram por testes de bioequivalência.

Como diferenciar um remédio genérico de um similar?
* Os medicamentos genéricos trazem na embalagem, logo abaixo do nome do princípio ativo que identifica o produto, a frase "medicamento genérico – Lei 9.787/99".
* Os remédios similares que eram comercializados somente pelo nome do princípio ativo estão obrigados a adotar uma marca comercial ou agregar à denominação do princípio ativo o nome do laboratório fabricante.

Um comentário:

thais disse...

uia! sabe q eu nunca soube isso? zanetti tb é cultura! :P